FANDOM


A GiveDirectly trabalha com transferências monetárias diretas e incondicionais para as pessoas mais pobres do mundo. Utilizando tecnologias como banda móvel e bitcoins a instituição consegue levar dinheiro diretamente para famílias vivendo na miséria no Quênia e Uganda. Esta transferência direta permite que as próprias famílias decidam como usar este dinheiro, seja para comprar comida, remédios, abrigo, pagar a escola dos filhos, ou mesmo iniciar um micro empreendimento.

A GiveDirectly também tem um projeto de renda mínima universal de longo prazo, ainda em planejamento.

Metodologia

A GiveDirectly entende que os métodos tradicionais de doação internacional são desnecessariamente complexos e ineficientes. Neles, doadores entregam o seu dinheiro a instituições que repassam esses fundos para parcerias e governos locais, geralmente por meio de transferências bancárias custosas. Isso torna difícil aos doadores saberem quanto do seu dinheiro realmente será usado ou mesmo se chegará até àqueles que mais precisam. Como alternativa a GiveDirectly transfere o dinheiro diretamente para as pessoas em condição de extrema pobreza e com isso permite que elas decidam como atender às suas necessidades mais urgentes.

Eficácia

Em 2014, a GiveDirectly transferiu cerca de 6,6 milhões de dólares para famílias necessitadas.

Impacto positivo nas famílias e crianças: Muitos estudos demonstram resultados positivos na saúde das crianças – incluindo aumento de expectativa de vida, grande redução das infecções de HIV e até mesmo aumento da altura e peso das crianças. Outros estudos mostram ainda redução substancial do trabalho infantil e aumento da frequência escolar.

Impactos de longo-prazo: Muitas famílias promovem pequenos investimentos e empreendimentos, aumentando assim o seu rendimento futuro. O rendimento destas famílias cresce de 64% a 96%. Quando adultas, as crianças que participaram do programa, ganham 41% mais do que as demais.

Impacto na economia local: Muitas das iniciativas de caridade internacionais aliviam os sintomas da pobreza em vez de atuar em sua fonte. Mas a transferência direta de dinheiro, das comunidades mais ricas para as mais pobres, fazem mais do que beneficiar as famílias atendidas. O dinheiro recebido por elas continua circulando, desenvolvendo a economia local, promovendo o comércio, a produção e a criação de empregos nestas mesmas comunidades.

Veja também

Links

Em inglês