FANDOM


A psicologia do altruísmo humano busca identificar de que maneiras, em que contextos e por que motivos as pessoas se comportam ou deixam de se comportar altruisticamente.

Motivações do altruísmo humano

Empatia e altruísmo

A hipótese da empatia-altruísmo

Altruísmo instrumental

  • Altruísmo estratégico:
  • Altruísmo recíproco:
  • Altruísmo indireto:

Gatilhos e fatores de altruísmo

Teoria do processo dual

Vieses cognitivos do altruísmo humano

Apatia do observador

É a situação em que quando muitas pessoas estão presentes as pessoas se sentem menos individualmente impelidas a ajudar.

Efeito manada

O efeito manada é a maior adoção de uma ideia, crença, valor ou prática quando se sabe que ela está sendo adotada por outras pessoas.

Efeito da vítima identificável

Diversos estudos mostram que vítimas identificáveis, individualizadas com nome, foto ou detalhes da sua história, provocam uma reação emocional mais forte e mais doações do que grupos e informações estatísticas. Um estudo encontrou que mesmo com uma vítima identificável, a presença de estatísticas diminuiu consideravelmente as doações [1].

Insensibilidade de escopo

Nossa sensibilidade a números diminui à medida que o número aumenta, fazendo com que as pessoas se disponham a pagar apenas 28% a mais para proteger 57 áreas de preservação em vez de apenas uma [2], ou que se disponham a pagar em média US$80, US$78 e US$88 para salvar 2.000, 20.000 e 200.000 pássaros de se afogarem em lagos contaminados com óleo [3].

Julgamento proporcional, ou efeito gota no oceano

Nosso julgamento de valor parece dar mais peso a proporções do que a números absolutos, um estudo encontrou por exemplo que pessoas dão mais apoio ao uso de um dispositivo de segurança se ditas que é capaz de salvar 98% de 150 vidas do que se ditas que é capaz de salvar 150 vidas [4]. O efeito gota no oceano é a crença de que a contribuição individual não fará diferença significativa, então não vale a pena contribuir.

Distância psicológica

Tendemos a pensar em coisas mais distantes de nós (mais longe, no futuro, pessoas mais diferentes de nós) como senso mais vagas e abstratas, e coisas próximas como sendo mais concretas. Isto se aplicaria também a pessoas, problemas sociais e intervenções.

Favoritismo intragrupo

Paroquialismo

[5]

Altruísmo e felicidade

Veja também

Links

Referências

  1. Small, D. A., Loewenstein, G., & Slovic, P. (2007). Sympathy and callousness: The impact of deliberative thought on donations to identifiable and statistical victims. Organizational Behavior and Human Decision Processes, 102, 143–153
  2. McFadden, D. and Leonard, G. 1995. Issues in the contingent valuation of environmental goods: methodologies for data collection and analysis. In Contingent valuation: a critical assessment, ed. J. A. Hausman. Amsterdam: North Holland.
  3. Desvousges, W. Johnson, R. Dunford, R. Boyle, K. J. Hudson, S. and Wilson K. N. (1992). Measuring non-use damages using contingent valuation: experimental evaluation accuracy. Research Triangle Institute Monograph 92-1.
  4. Slovic, Paul. "If i look at the mass i will never act: Psychic numbing and genocide." Emotions and risky technologies. Springer Netherlands, 2010. 37-59.
  5. Helen Bernhard, Urs Fischbacher and Ernst Fehr. Parochial altruism in humans. Nature 442, 912-915 (24 August 2006). doi:10.1038/nature04981